Etiquetas

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Surfcasting ou Ilhada

Boas Amigos,

Estando umas condições extraordinárias no PNSACV, pairava a questão na minha cabeça, surfcasting ou ilhada?!?! Como infelizmente as poucas ilhadas que fiz este ano (cerca de 3 ou 4), não foram assim grande coisa, comecei a pensar, será que vale a pena ir tentar uns sargos, ou melhor ir fazer um surfcasting durante o dia e tentar dar com alguma dourada jeitosa?

TOTAL DA FAINA


À última hora decidi e lá fui ao surfcasting. Fiz a tradicional viagem pela triste da N125 e ás 6:30 já tinha uma cana montada. Quando acabei de montar a outra e fui fazer o lançamento vi a primeira cana com o fio folgado... Uaiiii... Tu queres ver... É verdade ao primeiro lançamento dei ali com um robalo jeitoso. Já tinha safado o chibo... lol



Entretanto as matulonas volta e meia passavam, eu bem olhava para elas, mas estas não se jogavam à isca, vinham só de passagem... :)

ESTA AINDA QUASE SE JOGOU À CANA

JÁ ESTA ARREPENDEU-SE E DEU MEIA VOLTA


O tempo ia passando e como era esperado a actividade ia ser baixa, apenas fiz ali mais uma douradita. Mas entretanto quando o mar atingiu a quota de água perfeita, lá se fez sentir alguma actividade.

ALGUMAS ALGAS MAS NÃO INCOMODARAM


PRIMEIRA MATULONA A CAIR NO ANZOL


SEGUNDA MATULONA A CAIR NO ANZOL


Já que as coisas até estavam a correr bem, pensei para mim já agora faço mais um pouco da noite e pode ser que tenha alguma surpresa e faço a viagem na N125 com mais tranquilidade...

FINAL DO DIA


Mas como podem ver na foto em cima, só deu mais dois sargos, duas bailas e outro robalote. Ao cair a noite o peixe miúdo que tinha estado inactivo durante o dia atacou as iscas, o que tornou mais difícil manter a isca com qualidade para qualquer peixe mais graúdo.

TOTAL DO PESCADO PRONTO PARA CARREGAR


MARCHOU LOGO AO ALMOÇO
A CABEÇA FICOU PARA COZER


Forte Abraço e Apertem com eles


quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Brincadeiras na Ria Formosa

Boas Amigos,

Desta vez, tive ai uns tempinhos para ir fazer umas pescas e como o tempo estava convidativo para ir dar umas voltas de kayak, lá fui eu e com as canas atrás.
As pescas foram feitas nas duas últimas horas da enchente e neste caso fui três dias de seguida... Que é para tirar a barriga de misérias... :)

Nestes pesqueiros mesmo com iscas duras, a pequenada é muita e pratico muito catch & release, também faz parte da pesca. Mas prontos volta e meia lá vem uma douradita mais engraçada. Pelos menos são fresquinhas, não são daquelas de viveiro vendidas a 8€ - 12€ o kilo e ás vezes mais...


PRIMEIRO DIA
Já andava ali com os olhos num regato à uns tempos, desta vez como as condições estavam espectaculares, foi só puxar pelo cabedal...
Rapidamente senti os pexecos, mas depois de insistir lá dei com uma douradeca kileira, já não estava mau... :)


UMA KILEIRA E OUTRAS DE DOSE...

MOMENTOS...


SEGUNDO DIA
Neste dia estavam a dar chuvinha e trovoada, mas como não me pareceu que ela chegasse a Terra, lá fui eu outra vez. Tive a sorte de dar com outra douradeca kileira e as habituais de dose... Ainda tive ali um robalote mas devolvi, para ver se cresce mais um pouco... :)


TOTAL DA FAINA...

ROBALOTE DEVOLVIDO

CHUVINHA

 MOMENTOS...


TERCEIRO DIA
Neste dia, já não houve chuvinha e a faina foi mais agradável. Vieram os habituais pexecos, mas lá consegui safar mais uma douradeca kileira.


KAYAK ANCORADO
PESCA EMBARCADA?! :) 

TOTAL DA FAINA

Resumindo, era bom que fossem só kileiras, mas nem sempre é como nós queremos. Se podia ter ido para outros pesqueiros. Podia, mas muito honestamente, não estava com vontade de andar na N125 e depois ir para pesqueiros todos sujos e com confusão, não me apeteceu... Assim fiquei perto de casa tranquilo sem stresses e não gastei guito nenhum, pois o pesqueiro é à porta de casa e a isca foi apanhada no local...

E é claro fazer uma pesca de kayak, é um autêntico descanso, a calmia, o prazer de estar ali no meio da Ria e contemplar todos os momentos junto da fauna, são momentos inesquecíveis...
É de aproveitar este pequeno cantinho que ainda temos...


Forte Abraço e Apertem com eles


quinta-feira, 11 de outubro de 2018

É preciso persitência e determinação

Boas Amigos,

Mais uma saída e desta vez, convidei o Amigo Paulo, mas o mesmo não pode acompanhar. As previsões davam um mar e período forte, mas como eu sou teimoso e gosto de lá ir ver com os meus próprios olhos, arrisquei e siga...

Ao chegar ao pesqueiro, fui para o mesmo spot onde apanhei aquelas douradas e robalos da penúltima pesca. Depois de andar com água pela cintura a ver como é que aquilo estava, cheguei à conclusão que não ia ser fácil, pois já tinha muitas pontas de pedra à mostra e apenas tinha ali uma coroa com a largura de 2 metros para colocar as pescas, mas ainda assim arrisquei.

A água entrou no pesqueiro e não conseguia pescar bem e volta e meia a chumbada ficava lá presa. Ao fim de 3 montagens perdidas, decidi que não podia ficar ali, pois não estava a pescar bem e iria perder a maré e como o mar estava memo bom...
Coisa que eu mais detesto no Surfcasting é ter que arrumar a trouxa e voltar a armar as canas, mas prontos tinha que fazer qualquer coisa para safar a pesca.

Fui para outro pesqueiro, que também não é fácil, mas felizmente ao fazer o primeiro lançamento estava a conseguir pescar bem, o que já era bom! Passou pouco tempo dou com o primeiro robalote, já não era chibo. Depois apareceu para ali uns sarguitos e 2 robalotes já com medida, mas decidi colocá-los no mar novamente, ás tantas eram sempre os mesmos que estavam a voltar... lol
A seguir mais um robalote para a geleira e no meio de mais 3 robalotes e uma bailita com medida devolvidos, apareceu um cabeçudo... Ufa... Já tinha safo a noite!


 O CABEÇUDO A SALVAR A NOITE


UMA DEVOLUÇÃO

 MAIS OUTRA DEVOLUÇÃO

OUTRA DEVOLUÇÃO

E MAIS OUTRA DEVOLUÇÃO

Os robalotes são muito parecidos, às tantas eram os mesmos, não tirei fotos de todos, porque senão era muito flash... :)

No meio destas devoluções ainda perdi mais uma montagem. Para o pessoal que pensa que é só chegar e carregar não é bem assim. Pois há sempre perdas de material nestes pesqueiros e a conta vai sempre somando: chumbadas, estralhos, anzóis, fio no carrete, a habitual despesa de viagem e a prospecção do pesqueiro ideal!

A FAMÍLIA DE ROBALOS QUE VEIO PARA CASA


Desta vez enquanto estava a arranjar o peixe, os pássaros começavam a chilrear e ainda apareceram mais uns pexecos, mas a bitola já era mais pequena, robalotes sem medida e sarguitos. Veio a luz o peixe miúdo encostou.

O ACEIO DA MANHÃ

TOTAL DA FAINA


Ao jantar marcharam logo ali 3 posta grelhadas... Até estala... :)

Deliciaaaa...


Esta foi uma faina complicada, mas se não tivesse mudado de pesqueiro, não tinha conseguido pescar e seria um chibo garantido. Por acaso, ao mudar de poiso até tive sorte e safei a coisa, mas não é nada fácil, pois tomar estas decisões a meio da faina e no meio da escuridão, pode acontecer que o pesqueiro esteja ocupado, ou a morfologia seja ainda pior que a anterior. Mas é assim quem não arrisca não petisca... lol



Forte Abraço e Apertem com eles





quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Sai uma mista

Boas Amigos,

Desta vez fui aproveitar o mar aqui perto de casa. Aqueles pesqueiros que é só preciso encostar o carro, tirar o material e já está, ou melhor quase dáva para pescar dentro do carro... lol

O marzinho tinha um toque e a miudeza andava por lá. De entre algumas escolhas ainda trouxe uma mista de: robalos, sargos e bailas. Já vai dar para umas quantas jantas! :)

TOTAL DA FAINA

Na foto o último robalo foi apanhado quando já tinha arranjado os outros peixes, é sempre bom dar com o último peixe enquanto se amanha os outros...

O limo chateou um pouco a pesca, mas com um pouco de paciência deu para pescar. Levei 3 canas, onde uma apenas trabalhou com choco e as outras duas andavam com casulo ou lingueirão, isca apanhada por mim no dia anterior à faina. A cana com o choco levou um chibo que até andou de lado... lol

Entretanto deixo aqui umas fotos das minhas brincadeiras aqui pela RIA FORMOSA. Às vezes quando tenho tempo e as condições estão de feição gosto dar um passeio de kayak. É claro que uma caninha vai sempre comigo nem que seja só para sentir aquelas picadas de seguida (Catch & Release) :)


ESCOLHE-SE UM SPOT TRANQUILO


APANHA-SE UMA DÚZIA DE RALOS À MÃO


BRINCA-SE COM UMAS SAFATAS :)

Felizmente ainda existem aqui na RIA, vários esteiros bastante tranquilos, além de ser proibida a navegação a ER com motor, são várias as que vejo passar. Se fosse eu era logo tramado... Aliás este Verão até fui abordado pela PM quando estava a fundear... Mas atenção fui abordado através de uma moto 4x4 de terra, só visto... lol



Forte Abraço e Apertem com eles